01/04/2024
SAÚDE

 

Programa Linha de Cuidado ao Trauma reduz fila de espera em 60% no Piauí


Implantado em outubro de 2023, pela Rede de Urgências e Emergências (RUE), da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), o programa Linha de Cuidado ao Trauma alcançou resultados significativos, reduzindo em 60% o número de pacientes na fila de regulação.

O principal objetivo deste serviço é diminuir a morbimortalidade causada por traumas decorrentes de acidentes, introduzindo ações preventivas e de tratamento em diferentes regiões do estado. Entre as medidas adotadas estão o início de atendimentos e cirurgias ortopédicas no município de Bom Jesus, cirurgias de trauma mais complexas em Oeiras, aumento do número de procedimentos ortopédicos em São Raimundo Nonato, Barras, Campo Maior e Parnaíba, além de cirurgias de fraturas de fêmur nos hospitais de Picos, Piripiri e Oeiras.

WhatsApp Image 2024-03-31 at 08.10.29.jpeg

O coordenador do programa, Samuel Martins, destaca que, anteriormente, os pacientes precisavam esperar até 30 dias na fila de regulação para serem transferidos para Teresina, a fim de tratar essas fraturas. No entanto, através das ações da Linha de Cuidado ao Trauma, houve um aumento no número de cirurgias realizadas em cada hospital, além de uma maior complexidade desses procedimentos, evitando transferências desnecessárias.

“Desde janeiro de 2024, mais de 1.155 pacientes já foram operados dentro do programa, representando um aumento de mais de 34% em comparação com o mesmo período de 2023. Isso significa que os pacientes estão sendo atendidos mais perto de suas famílias, reduzindo deslocamentos e, consequentemente, melhorando a qualidade do tratamento e diminuindo os custos para o estado”, pontuou Samuel Martins.

Outro aspecto positivo é a redução na quantidade de pacientes aguardando por cirurgias ortopédicas na fila de regulação. Com o aumento da complexidade desses procedimentos nos hospitais do interior, como São Raimundo, Oeiras, Floriano e Piripiri, os pacientes têm sido operados em um tempo significativamente menor, entre 5 e 7 dias, em comparação com os 20 a 30 dias anteriores. Isso resulta em menos pacientes sendo encaminhados para Teresina e uma recuperação mais rápida e segura.

Segundo Samuel, essa descentralização da oferta de cirurgias ortopédicas nos hospitais do interior é responsável pela redução dos pacientes na fila de espera pela regulação. “Já estamos planejado para que o programa possa ser expandido para outras regiões do estado. Isso significa que os pacientes estão conseguindo atendimento nos hospitais de referência de seus próprios territórios de saúde, reduzindo o tempo de espera e a necessidade de regulação para procedimentos em Teresina”, destaca.

Uma das ações do programa é a implementação de medidas voltadas à vigilância e prevenção do trauma, incentivando a implantação de Núcleos de Prevenção da Violência e Promoção da Saúde (PVPS) e projetos de prevenção relacionados ao trauma.

"Esta é uma iniciativa que tem alcançado resultados expressivos em pouco tempo. Nosso objetivo é ampliar e fortalecer cada vez mais este serviço", conclui o superintendente de gestão da rede de média e alta complexidade da Sesapi, Dirceu Campêlo.

 

piauidobem.com (c) 2017 - Todos os direitos reservados.